beleza, carnaval, Empreendedorismo femininno, empreendedorismo maduro, imagem e estilo

Profissionais dão dicas de maquiagem para quem vai curtir o Carnaval

c2

Para ajudar nesta missão, conversamos com alguns especialistas como o maquiador e cabeleireiro Betinho Rodrigues. “No Carnaval as pessoas podem ousar e aproveitar todas as cores alegres e vibrantes que o glitter oferece”, afirma. De acordo com ele, o produto continuará sendo o principal adereço deste Carnaval, a exemplo do ano passado.

g1

 O glitter pode ser aplicado como sombra – em combinação com outros mais específicos para os olhos – na boca, têmporas e até no corpo. “Só tome cuidado com o exagero na quantidade de cores. O ideal é optar sempre por algo mais leve e sutil”, alerta.

 A maquiadora e hairstylist, Erika Lee, também concorda que o glitter no lugar do iluminador será a sensação do carnaval deste ano. “Você pode usar onde quiser: nos olhos, na sobrancelha, na boca, no rosto, no cabelo… Só deixar a imaginação rolar”, acredita. Para fixar o glitter, existem duas opções. “Para os olhos, boca e no rosto, você pode usar o gloss. Já na sobrancelha e cabelo, o melhor é apostar no gel”, ensina.  A especialista também sugeriu um breve passo a passo de como fazer a sua própria maquiagem;

 

 1- Antes de começar, higienize a pele e hidrate-a;

2- Feito isso, passe o primer;

3- Faça as correções com o corretivo em olheiras, manchas e espinhas;

4- Use uma base, de preferência leve, pois estamos em pleno verão;

5- Sele a base com um pó;

6- Faça o contorno e iluminação nos pontos desejados; maquiagem

7- Passe um primer para os olhos;

8- Use uma sombra iluminadora da cor desejada;

9- Use um delineador e rímel a prova d’água;

10- Cole os cílios postiços se preferir;

11- Penteie as sobrancelhas;

12- Para colar o glitter, você pode usar um gloss. Passe-o sobre a área desejada e, com a ajuda de um pincel achatado pequeno, coloque o glitter com cuidado;

13- Escolha o batom de sua preferência, lembrando que os metalizados estão em alta!

Se você achou muito complicado ou não tem muita paciência para fazer seu próprio c3look, pode pedir para alguém te ajudar. Uma opção é utilizar o aplicativo Blushe, que oferece centenas de profissionais de beleza para atendimento em domicílio.

 Os valores cobrados são bem próximos aos encontrados no mercado. Para serviços de manicure, por exemplo, o custo fica em torno de R$ 45 (quarenta e cinco reais), enquanto que para maquiagem e cabelo, o valor é de aproximadamente R$ 200 (duzentos reais). Tudo isso no conforto da sua casa ou escritório, no horário em que você precisa.

 Todo o processo é muito simples. Depois de baixar o app (disponível na Apple Store e no Google Play), a cliente encontra profissionais de beleza como manicures, maquiadores e hairstylist por geolocalização ou pelo seu nome. Depois, escolhe o tipo de serviço, a data, a hora e o local onde deseja ser atendida. O pagamento é feito através do cartão de crédito cadastrado previamente no aplicativo.

 Os principais diferenciais da empresa para as clientes são os preços competitivos; o acesso direto à agenda da profissional e capacidade de avaliar seu histórico. Já para os profissionais de beleza que tenham interesse em se cadastrar, a Blushe oferece liberdade para a profissional criar seu próprio perfil e se promover; a possibilidade de fidelizar seus clientes e a liberdade de escolha em poder trabalhar como desejar.

 c4Sobre a Blushe

 A Blushe é uma startup de serviços de beleza à domicílio, que através de sua plataforma mobile aproxima clientes de profissionais autônomos de beleza. Entre os serviços oferecidos através do aplicativo estão manicure, pedicure, maquiagem e cabeleireiro.

Para saber mais, acesse: http://blushe.com.br/

Divulgação

Anúncios
Empreendedorismo femininno, Entrevistas

A jornalista Érika Gimenes assina autoria de blog de entrevistas de viagens .

 

erika_gimenes_credito-marcelo-coelho-2

Saramago escreveu em seu livro Viagem a Portugal: “A viagem não acaba nunca. Só os viajantes acabam. E mesmo estes podem prolongar-se em memória, em lembrança, em narrativa.” Contar histórias de viagens por meio da ótica dos viajantes é a proposta da jornalista Érika Gimenes, autora do blog de entrevistas sobre viagens Vem Por Aqui.

O blog conta dicas tradicionais sobre destinos, hospedagens e restaurantes, mas o grande diferencial está nas histórias únicas contadas por Érika Gimenes em suas entrevistas, que mostram a magia e a diversidade de cada roteiro. A ideia da autora é fazer com que os posts sejam um ponto de partida para a pesquisa do público, com informações consistentes e links que podem ajudar a, literalmente, fazer as pessoas viajarem pelos destinos abordados.

“Acredito no poder transformador da informação e sei, por experiência própria, que uma viagem fica ainda mais interessante quando a gente encontra referências que nos ajudam a montar uma programação, criar mais expectativas e viver o roteiro antes mesmo da partida”, relata Érika. O blog foi lançado no fim de maio deste ano e já tem na bagagem mais de 40 entrevistas gravadas e editadas com apaixonados por viagens, como por exemplo, o caso de amor e ódio na Ásia relatado pela blogueira de viagens Adriana Setti, do Achados; a dica especial da terra dos ‘aussies’ dada pela engenheira Érika Schunk, que já rodou o mundo viajando; e um relato da própria autora cheio de informações para quem quer morar e estudar em Barcelona. “A essência do Vem Por Aqui são as histórias únicas, sob a ótica de viajantes que ajudam a entender a magia e a diversidade de cada roteiro”, ressalta a jornalista, que compartilha novidades no blog, pelo menos, duas vezes por dia.

Estou reunindo material para o blog desde o ano passado, já tenho, além das entrevistas realizadas, uma lista de aproximadamente cem entrevistados. Todo mundo tem uma história para contar de um lugar ou situação vivida. Eu quero dar vida a estes relatos e organizar todas as informações que conseguir num só espaço, para que as pessoas se abasteçam das boas experiências dos outros antes de se aventurarem para algum lugar” conta Érika, que complementa: “o fato de não ser a opinião de uma só pessoa, com uma única maneira de ver as coisas, possibilita uma riqueza maior dos roteiros e dicas. Acho que o blog atende um público variado, porque dá voz para pessoas diferentes, com pontos de vistas distintos e que falam sobre lugares múltiplos. Estou muito otimista”, finaliza, com entusiasmo.

Sobre Érika Gimenes

Érika Gimenes nasceu em Campos dos Goytacazes, no interior do Estado do Rio de Janeiro, e veio para a capital mineira em 2004. Já com experiência acumulada em veículos de comunicação no interior de Minas, em BH trabalhou como repórter e apresentadora de TV durante a última década.

 

Empreendedorismo femininno

Você sabe coordenar uma reunião?

Convocar e liderar uma reunião parece coisa simples, que não exige qualquer habilidade ou conhecimento. Entretanto, se você pensar um pouco, vai lembrar de reuniões terríveis, onde muita perda de tempo foi o principal resultado, enquanto aborrecimento geral e má vontade foram o clima. As pessoas esquecem que reuniões também têm sua própria etiqueta e que algumas regras simples podem criar um ambiente agradável e colaborativo. Afinal, colaboração é o mínimo que se espera de uma reunião, senão as pessoas resolviam os assuntos sozinhas, não?

Ao convocar a reunião, informe sobre horário, local, duração, os assuntos que serão tratados e as pessoas que deverão estar presentes. Preste bastante atenção às pessoas que você vai convidar para não chamar alguém que não tenha nada a ver com o assunto. Nada mais desagradável do que perceber que você tirou alguém de suas tarefas diárias importantes apenas para fazer número. Se a reunião for com uma outra empresa, informe-se antes sobre ela e as pessoas que estarão presentes.

Captura de Tela 2015-05-04 às 13.24.34Inicie agradecendo a presença de todos, dê um resumo dos assuntos que serão abordados e informe a hora prevista para o término da reunião. Se acontecer um imprevisto e você se atrasar para iniciar a reunião, não deixe de dar uma boa justificativa e de pedir desculpas pelo atraso. Se tiver que esperar por pessoas atrasadas, dê um limite pequeno que não incomode quem chegou na hora. É extremamente desagradável alguém deixar coisas pela metade para estar no horário e ficar esperando indefinidamente por quem não se preocupa com isso. Se o atrasado for imprescindível, mande alguém telefonar e saber quanto tempo ele irá demorar. Informe aos presentes e libere quem não pode esperar e, se muitos não puderem, adie a reunião.

Captura de Tela 2015-05-04 às 13.25.00Se for imprescindível deixar o celular ligado, deixe no modo silencioso. Se tiver de atender – apenas uma emergência efetiva – levante da mesa, peça licença, passe a coordenação para um colega e vá falar fora da sala. Se for assunto particular, simplesmente não atenda. Coordenando a reunião, todos os olhos e ouvidos estarão em você, não tem jeito.

Durante toda a reunião, olhe para quem está falando, não fique olhando para a mesa ou para as outras pessoas da sala e, principalmente não consulte celular ou relógio.

Abra espaço para as pessoas mais tímidas se manifestarem, esse é um papel importante de quem está liderando uma discussão. Da mesma forma, contenha aqueles que tentam monopolizar as atenções, delicadamente ou até com mais veemência se a delicadeza não funcionar.Captura de Tela 2015-05-04 às 13.26.47

Faça o possível para terminar na hora prevista e, se precisar de mais tempo, consulte os participantes para verificar se eles podem continuar. Ao final, agradeça a presença e colaboração de todos. Você verá que na próxima convocação todos terão muito mais prazer em estar sob sua liderança.