Fênix Editora reúne a Liderança Feminina

Com um público repleto de importantes nomes do RH e outras áreas, elas perceberam que o poder é realmente delas.

Com as mulheres ocupando cargos importantes a cada dia, nada como tratá-las como líderes natas. Tendo em vista essa necessidade, a Fênix Editora, em parceria com a ISK Consultoria Organizacional, realizou o primeiro FÓRUM DE LIDERHANÇA FEMININA, que aconteceu no último dia 24, no Ceaser Business Paulista.

Estavam presentes diretoras, gerentes e demais líderes das mais variadas áreas buscando desenvolvimento pessoal, profissional e compartilhando experiências. “É como disse um médico, amigo meu: As mulheres vão dominar o mundo!”, brinca a gerente de RH do Bradesco, Isabel Cristina Siqueira.

O dia foi levado por palestras de figuras como um dos vencedores do último Top of Mind Estadão de RH, o palestrante Luís Tejon. Ele falou sobre a importância das mulheres como líderes no mercado. “Elas são mais preocupadas com a injustiça. São mais dedicadas e se relacionam melhor com o outro. As mulheres irrigam as companhias com carisma, feminilidade, determinação e cooperação”, afirmou.

Andrea Villas Boas, autora do livro Valor Feminino – Desperte a riqueza que existe em você também esteve presente. Ela falou sobre as dificuldades das mulheres assumirem cargos importantes através de sua experiência de vida. “Quando a mulher quer alguma coisa, sai de baixo porque ela vai conseguir!”, garantiu. Ela enfatizou a importância da mulher se colocar em primeiro lugar. “É uma questão de sobrevivência”.

O dia foi preenchido também pelo casal Gustavo e Magdalena Boog, que falaram sobre a convivênciaem equipe. Elesmartelaram na importante ideia de que liderança significa ter consciência de si mesmo e do outro. Após a palestra da dupla, foi a vez da presidente do Instituto Brasileiro de Qualidade de Vida (IBQV), Elizabet García Campos. Ela deu uma verdadeira lição de como viver melhor. “75% do consumo de antidepressivos é feita por mulheres. Isso porque, ao assumirem muitos papeis, elas acabam enfrentando dificuldades”, alertou.

O ciclo de palestras do 1° FÓRUM DE LIDERHANÇA FEMININA ficou completo com a presença da diretora de Recursos Humanos para a Kraft Foods Brasil, Roseli Marinheiro, que falou sobre a superação dos estereótipos e na competição do ambiente corporativo. Por último, aconteceu um debate entre Eliane Arere e Felipe Westin sobre o desenvolvimento da carreira da mulher em cargos de liderança.

O FÓRUM DE LIDERHANÇA FEMININA mostrou um pouco da realidade que muitos não enxergam. As mulheres representam 42% do mercado de trabalho do Brasil. Hoje, muitas delas optam por desenvolver a carreira e suas próprias finanças antes de construir uma família. Deixaram o papel de vítima para se tornarem protagonistas, até porque, como já disse a atleta olímpica Maurren Maggi: “Uma mulher que está no topo já ultrapassou mais obstáculos que o homem na mesma posição”.

Fonte – Divulgação

 

Anúncios

Sobre ccaureis

Jornalista e Mediadora de Conflitos
Esse post foi publicado em Empreendedorismo femininno. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s