Empreendedorismo femininno

Mulheres Empreendedoras no mundo

Captura de Tela 2018-09-28 às 08.32.14“De acordo com o Global Entrepreneurship Monitor, existem 126 milhões de mulheres operando novas empresas e outras 98 milhões à frente das já estabelecidas. No entanto, ainda enfrentamos uma enorme lacuna de igualdade. Em apenas sete países – Panamá, Tailândia, Gana, Equador, Nigéria, México e Uganda – as mulheres participam de negócios com taxas iguais às dos homens; em alguns países, como o Paquistão, eles mal participam. Mesmo quando as mulheres são donas de empresas ativas, elas não atingem seu potencial: as mulheres possuem quase três em cada dez firmas americanas, mas empregam apenas 6% da força de trabalho do país e respondem por apenas 4% das receitas de negócios.”

The Economist

Anúncios
Empreendedorismo femininno, Eventos

Negócios de Mulheres em Ação

NegCaptura de Tela 2016-09-05 às 16.03.41ócios de Mulheres está sempre buscando maneiras de compartilhar ideias, conhecimentos, produtos e serviços. Nesse sentido, estamos organizando um banco de dados de profissionais que desejam associar-se a nós em eventos, palestras, seminários, workshops (expositores, palestrantes, chefs, organizadores de eventos, empreendedores).
Envie-nos uma mensagem com os dados sobre o que você tem a oferecer e como podemos contatá-lo.

Empreendedorismo femininno

Características femininas explicam aumento de mulheres empreendedoras

Captura de Tela 2015-05-18 às 17.49.22Compartilhando artigo publicado no site da Feira do Empreendedor, do SEBRAE, realizado entre 7 e 10 de fevereiro 2015, no Pavilhão de exposições do Anhembi, para lembrar as mulheres que querem empreender como suas características ajudam nesse importante setor da economia.

Captura de Tela 2015-05-18 às 17.50.36“O crescimento de mulheres à frente de novos negócios no Brasil é resultado de vantagens competitivas propiciadas pelas características especiais do sexo feminino, defende a jornalista Joyce Moysés. Com 26 anos de experiência no tema e autora do livro “Mulheres de sucesso querem poder…amar”, ela proferiu palestra na manhã de domingo no segundo dia da Feira do Empreendedor 2014, evento que vai até terça (25) no Expo Center Norte, em São Paulo.

“As mulheres estão buscando a qualificação, estudando mais e analisando com mais atenção o ambiente de negócios”, afirmou. As vantagens competitivas do sexo feminino, segundo Joyce Moysés, são: facilidade de organização, confiabilidade, facilidade de planejamento, capacidade de visualizar oportunidades e novos projetos, além de serem resilientes. “Aquela experiência de cuidar da casa, da família, é aplicada no dia a dia da empresa”, disse.

Captura de Tela 2015-05-18 às 17.50.54Nos últimos dez anos o número de mulheres que comandam pequenos negócios no Brasil aumentou 21,4%, enquanto que o índice de homens foi de 9,8%, segundo estudo do Sebrae. “Chama a atenção os resultados registrados no Norte, onde o crescimento de mulheres à frente de pequenos negócios foi de 80% e no Centro-Oeste, que foi de 43% neste período”, destacou a palestrante.

Outro número do Sebrae aponta que 52% dos novos negócios com menos de três anos e meio de atividade têm mulheres no comando.”

Empreendedorismo femininno

As donas do negócio

A Revista Época de 4 de março traz um Especial – O Futuro das Mulheres – com um extenso estudo sobre as mulheres brasileiras. O material está muito interessante e vem confirmar uma tendência já instalada no País de ter cada vez mais mulheres não apenas no mercado de trabalho, mas em posições de liderança e comando. Um destaque foi dado às empreendedoras do sexo feminino e o comportamento desse segmento.

Olhe, o mundo é seu!

Você sabia que as empreendedoras brasileiras já são 53% dos 18,8 milhões de brasileiros que decidiram enfrentar a carreira de “patrão”? Não é fantástico? Mulheres tomando as rédeas de seus negócios, comandando equipes mistas, negociando em inúmeros ambientes antes dominados pelos homens?

Na reportagem, Enio Pinto, gerente de Inovação do Sebrae Nacional comenta que, segundo a sua experiência, as mulheres são mais cuidadosas que os homens ao fazerem negócio. Também que elas analisam a planejam melhor as oportunidades antes de iniciar qualquer coisa, enquanto são menos imediatistas, têm mais persistência para esperar o investimento gerar lucro.

Por serem melhores analistas antes de iniciar suas empreitadas, fazem pesquisas de mercado mais detalhadas, buscam o melhor segmento para se lançar, são mais focadas.

Elas também têm aproveitado melhor os bons momentos da economia brasileira. Afinal, segundo um estudo do IBGE e do Instituto Target Group Index, pelo menos 95% dos brasileiros ganhou poder de compra nos últimos anos. Isso significa 95 milhões de pessoas com maior poder aquisitivo, comprando produtos e serviços que não compravam até um tempo atrás

O mais interessante de tudo, entretanto, é que a Consultoria Global Markets, num levantamento feito há dois anos atrás, constatou que as mulheres costumam reinvestir na sociedade a renda gerada pelas empresas muito mais que os homens. Gastam muito mais com a educação e saúde dos filhos, “brindando o país com profissionais mais bem formados, cujas necessidades gerarão consumo e movimentarão a economia”. O estudo sugere até que um número maior de empreendedoras geraria um crescimento anual extra de 0,7% no PIB brasileiro e, em consequência, até 2030 a renda per capita do País cresceria 9,1%.

Essas são as razões de bancos internacionais como o Goldman Sachs, ao perceber o potencial representado pelas empreendedoras brasileiras, iniciarem ações efetivas de apoio. Uma delas é o programa 10.000 mulheres, parceria do Goldman Sachs com a Fundação Getúlio Vargas e a IE Business School, lançado em 2008. Esse projeot prevê um investimento em capacitação de US$100 milhões em cinco anos em países emergentes, entre eles o Brasil. Em São Paulo a FGV é responsável pelos cursos gratuitos e em Belo Horizante a Fundação Dom Cabral está encarregada do programa.

Mulheres que venceram na difícil tarefa de empreender, gerir seus negócios e trazer lucro para si e para suas famílias estão hoje orgulhosas de si mesmas, sentindo-se felizes, realizadas e poderosas.

Empreendedorismo femininno

Sejam benvindas!

Ficamos felizes em ter você aqui conosco sempre.

Esse é um espaço para mulheres empreendedoras ou não, no qual você poderá encontrar informações interessantes e, ao mesmo tempo, terá um lugar onde postar as dúvidas e certezas que desejar partilhar.

Certamente os homens também serão sempre bem vindos e teremos prazer em saber o que têm a dizer.