beleza, carnaval, Empreendedorismo femininno, empreendedorismo maduro, imagem e estilo

Profissionais dão dicas de maquiagem para quem vai curtir o Carnaval

c2

Para ajudar nesta missão, conversamos com alguns especialistas como o maquiador e cabeleireiro Betinho Rodrigues. “No Carnaval as pessoas podem ousar e aproveitar todas as cores alegres e vibrantes que o glitter oferece”, afirma. De acordo com ele, o produto continuará sendo o principal adereço deste Carnaval, a exemplo do ano passado.

g1

 O glitter pode ser aplicado como sombra – em combinação com outros mais específicos para os olhos – na boca, têmporas e até no corpo. “Só tome cuidado com o exagero na quantidade de cores. O ideal é optar sempre por algo mais leve e sutil”, alerta.

 A maquiadora e hairstylist, Erika Lee, também concorda que o glitter no lugar do iluminador será a sensação do carnaval deste ano. “Você pode usar onde quiser: nos olhos, na sobrancelha, na boca, no rosto, no cabelo… Só deixar a imaginação rolar”, acredita. Para fixar o glitter, existem duas opções. “Para os olhos, boca e no rosto, você pode usar o gloss. Já na sobrancelha e cabelo, o melhor é apostar no gel”, ensina.  A especialista também sugeriu um breve passo a passo de como fazer a sua própria maquiagem;

 

 1- Antes de começar, higienize a pele e hidrate-a;

2- Feito isso, passe o primer;

3- Faça as correções com o corretivo em olheiras, manchas e espinhas;

4- Use uma base, de preferência leve, pois estamos em pleno verão;

5- Sele a base com um pó;

6- Faça o contorno e iluminação nos pontos desejados; maquiagem

7- Passe um primer para os olhos;

8- Use uma sombra iluminadora da cor desejada;

9- Use um delineador e rímel a prova d’água;

10- Cole os cílios postiços se preferir;

11- Penteie as sobrancelhas;

12- Para colar o glitter, você pode usar um gloss. Passe-o sobre a área desejada e, com a ajuda de um pincel achatado pequeno, coloque o glitter com cuidado;

13- Escolha o batom de sua preferência, lembrando que os metalizados estão em alta!

Se você achou muito complicado ou não tem muita paciência para fazer seu próprio c3look, pode pedir para alguém te ajudar. Uma opção é utilizar o aplicativo Blushe, que oferece centenas de profissionais de beleza para atendimento em domicílio.

 Os valores cobrados são bem próximos aos encontrados no mercado. Para serviços de manicure, por exemplo, o custo fica em torno de R$ 45 (quarenta e cinco reais), enquanto que para maquiagem e cabelo, o valor é de aproximadamente R$ 200 (duzentos reais). Tudo isso no conforto da sua casa ou escritório, no horário em que você precisa.

 Todo o processo é muito simples. Depois de baixar o app (disponível na Apple Store e no Google Play), a cliente encontra profissionais de beleza como manicures, maquiadores e hairstylist por geolocalização ou pelo seu nome. Depois, escolhe o tipo de serviço, a data, a hora e o local onde deseja ser atendida. O pagamento é feito através do cartão de crédito cadastrado previamente no aplicativo.

 Os principais diferenciais da empresa para as clientes são os preços competitivos; o acesso direto à agenda da profissional e capacidade de avaliar seu histórico. Já para os profissionais de beleza que tenham interesse em se cadastrar, a Blushe oferece liberdade para a profissional criar seu próprio perfil e se promover; a possibilidade de fidelizar seus clientes e a liberdade de escolha em poder trabalhar como desejar.

 c4Sobre a Blushe

 A Blushe é uma startup de serviços de beleza à domicílio, que através de sua plataforma mobile aproxima clientes de profissionais autônomos de beleza. Entre os serviços oferecidos através do aplicativo estão manicure, pedicure, maquiagem e cabeleireiro.

Para saber mais, acesse: http://blushe.com.br/

Divulgação

Anúncios
Carreira, Empreendedorismo femininno

Mulheres, trabalho e vida pessoal: uma equação complexa

As mulheres estão cada dia mais fazendo parte da força de trabalho no Brasil. Por volta de 60% delas está no mercado batalhando por mais espaço, direitos iguais, remuneração compatível com responsabilidades e o direito de integrar vida pessoal e profissional de maneira menos estressante. Ao mesmo tempo, o número de mulheres empreendendo cresceu 21,4% no período de dez anos – 2001 a 2011 -, segundo informações divulgadas pelo Sebrae em parceria com o Dieese, num relatório chamado Anuário das Mulheres Empreendedoras e Trabalhadoras em Micro e Pequenas Empresas. A estimativa dada no relatório é que, a cada dez empresas, três são comandadas por mulheres.

Esses números, por si só, exigem que se amplie os estudos sobre o comportamento, os anseios, as necessidades e as formas de usufruir daquelas características femininas que trazem maior qualidade à administração.

andando sobre o dinheiroMesmo com as condições ainda longe do ideal, a ascensão profissional feminina tem sido contínua no País. Cada vez mais as mulheres estão assumindo posições de poder e a liderança feminina está crescendo justamente naquelas empresas que são referências de boas práticas, respeito aos funcionários e ao meio ambiente. O panorama que se desenha, no entanto, mostra claramente que empresas e estudiosos de carreira e administração têm que se preocupar em buscar mecanismos satisfatórios de conquista e retenção dessas mulheres e que estas mulheres precisam, cada vez mais, deixar claro quais são suas necessidades para serem mais produtivas e felizes.

As boas características femininas como intuição, maior capacidade de delegar, facilidade no relacionamento interpessoal, talento para gerir equipes e poder de negociação estão sendo valorizadas e incluídas nos modernos modelos de gestão. Mulheres são mais cautelosas nos custos, persistentes e sensíveis, capazes de ouvir e de lidar com o poder de modo descentralizado. São mais observadoras e avaliam bastante antes de agir. Mulheres assumindo posições de poder dentro das empresas significa também ambientes em que os funcionários sentem-se mais confiantes, o que melhora o desempenho e aumenta a produtividade.

Mulheres empreendedoras, segundo o Sebrae afirma, geralmente, têm como caraterísticas serem mais atenciosas com os clientes e focadas no investimento em capacitação.

Aquelas que ocupam cargos executivos são vistas como melhores líderes do que os homens, segundo uma pesquisa realizada na Universidade de Duke, nos Estados Unidos. De acordo com os especialistas, elas já quebraram a barreira do estereótipo de que são muito “sensíveis” para comandar uma negociação.

A professora-assistente Ashleigh Shelby Rosette, que liderou a equipe envolvida no estudo, afirma que as executivas possuem “uma abordagem mais humanista, diferenciada e ainda contam com uma habilidade multitarefa, característica muito comum no sexo feminino”.

Apesar de serem cada vez mais frequentes os relatos e reportagens em periódicos especializados sobre o diferencial que mulheres profissionais estão fazendo no mundo corporativo, qualquer mulher sabe que ainda é necessário um esforço muito grande para conseguir fazer sucesso num ambiente competitivo de trabalho, sem contar as dificuldades encontradas em conciliar vida profissional com vida pessoal e a eterna diferença salarial em relação aos salários masculinos.

babyFelizmente, as empresas estão cada vez mais preocupadas em procurar compreender necessidades, desejos e mudanças nas carreiras de seus profissionais. Elas já sabem que se oferecerem políticas e práticas que tornem melhor a dinâmica do relacionamento entre o indivíduo e a organização terão ambientes mais leves e mais produtivos. Se, por outro lado, conseguirem auxiliar na realização profissional e pessoal dos seus empregados, terão pessoas mais comprometidas, preparadas e realizadas, facilitando sua retenção.

Então, o que as mulheres precisam para sentir-se mais confortáveis, mais acolhidas pelas empresas, para desempenhar melhor suas funções, serem mais produtivas sem ter que abrir mão da vida pessoal? Como as empresas podem atrair mais mulheres para seus quadros? Como as empreendedoras administram suas diversas tarefas e responsabilidades e, ainda assim, conseguem lidar com suas necessidades pessoais? Qual o significado de carreira nas vidas de mulheres com diferentes formações e posições no mercado de trabalho?

Estas são as grandes questões que afligem o mundo feminino do trabalho e que precisam ser respondidas para que todas nós possamos ser mais felizes, possamos exercer plenamente nosso poder pessoal e explorar aquelas características que nos tornam profissionais diferenciadas.

Empreendedorismo femininno

Annual Women Spanning the Globe

Executivas e Chiques e Negócios de Mulheres estão apoiando a iniciativa do Comitê de Mulheres Executivas do WTC São Paulo Business Club que levará executivas brasileiras à 5˚edição do evento Annual Women Spanning The Globe. A reunião, uma iniciativa muito bem sucedida do WTC de Baltimore, nos Estados Unidos, acontecerá entre 30 de Maio e 3 de Junho naquela cidade.

O Evento promove a discussão do papel da mulher no mundo corporativo e, nessa edição, terá quatro grandes temas de discussão, que são:

  • Mulheres Globais em um Universo de Executivos;
  • Mulheres desempenhando uma Liderança Positiva;
  • O papel das mulheres no setor público e em parcerias público-privadas;
  •  “O jeito feminino” no mundo corporativo (“I did it my way” in the corporative world).

São esperadas as presenças de 300 participantes, representantes de empresas americanas e internacionais e também de órgãos públicos e diplomáticos. Em 2010, algumas empresas partipantes foram:

Destaque será dado ao evento “How to do Business in Brazil” um encontro paralelo que irá criar inúmeras oportunidades de negócios para as empresas brasileiras presentes, tendo em vista que os convidados serão selecionados pelas participantes brasileiras segundo seus interesses.

Estamos certas que essa iniciativa terá mulheres brasileiras à frente do seu tempo, mostrando ao mundo que hoje, no Brasil, a liderança feminina é uma realidade inquestionável. Vocês podem obter informações detalhadas com Executivas e Chiques e Negócios de Mulheres ou dirigindo-se diretamente aos representantes do WTC, cujas direções estão abaixo.

André Singer                                                                                      Sérgio Filho

Gerente Internacional                                    Coordenador Internacional

andre.singer@wtcclub.com.br                 sergio.filho@wtcclub.com.br

(11) 3043-7164                                                                              (11) 3043-7018