Notícia boa também é notícia com Rosa Alegria, Mestre em Estudos do Futuro

Claudia Reis entrevistou Rosa Alegria, ‎Consultora, Pesquisadora e Palestrante sobre Inovação e Futuro.

N.M: Em um dos seus artigos, a senhora fala sobre a evolução da “mídia das soluções”. Qual o papel dessa nova mídia?

Rosa Alegria: Vivemos numa era pautada pela mídia, que em sua essência traz a negatividade preponderante, sem preocupação com o equilíbrio entre problemas e soluções. Uma sociedade só se move na direção da mudança quando recebe estímulos positivos, isso já é comprovado pelas teorias sociais. Onde existe violência, existe acolhimento, onde existe guerra, existe também alguem promovendo a paz, onde existe ódio, também existe o amor. O problema é que vemos muito mais sombras que luzes naquilo que se noticia. Mais problemas que soluções. Tenho incentivado a imprensa, através dos meus cursos e palestras, a se pautarem por essa luz, que ilumina os caminhos de quem quer contribuir para a construção de um mundo melhor.

NM: Como a mídia pode construir uma cultura de paz?

rosa alegria

Rosa Alegria: Acredito que através do seu poder de aglutinar imagens e mensagens construtivas, aquelas que fazem germinar a esperança em cada leitor, em cada ser humano. Uma cultura de paz é regada pela esperança. Não se trata de mascarar a realidade, nem de pintar de cor-de-rosa aquilo que não está bem, mas perante todas as ameaças que hoje vivemos não existe outro caminho senão o da mobilização política e social para fazer cada cidadão e cada cidadã criar saídas criativas. Com essa mídia que temos, que apresenta um turbilhão de tragédias e quase nada de soluções é quase impossível ver luz no fim do túnel e criar uma cultura de paz.

NM: Segundo a senhora, o futuro ainda não é notícia relevante em nenhum segmento de mídia. Quando o futuro será notícia?

Rosa Alegria: Felizmente tenho visto crescimento de conteúdos pautados no futuro, isso nos últimos cino anos. Acredito que o próprio anseio de sobrevivência da sociedade tem criado essa demanda. Quanto mais incerteza temos com a velocidade das mudanças, mais curiosidade sobre o que virá adiante nos assola. Mas ainda é pouco. Precisamos mudar os filtros daquilo que é notícia: do que foi para o que será ou poderá ser. Mostrar o horizonte de possibilidade diante de nós será necessário para podermos criar coisas novas.

NM: Fale de Rosa Alegria

Rosa Alegria por Rosa Alegria: uma alquimista de sonhos, que adora fazer as pessoas sonharem com o que desejam ver acontecer e acreditarem que mudar é bom e que a mudança pode trazer muitas oportunidades, sem medos, com coragem!

Próximos cursos e eventos

28 e 29 de agosto – Workshop Prospectiva Estratégica – O futuro em ação – Jardim Botânico – Rio de Janeiro


 
Publicado em Entrevistas | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Take Car-e, Up2U e Conserta.me foram os projetos mais votados do Startup Weekend Women São Paulo

54 horas, 125 participantes de todo o Brasil, 56 ideias, 15 projetos e 3 novas startups entre as mais votadas. Uma das edições mais emocionantes de um dos principais eventos de tecnologia e empreendedorismo do mundo, o Startup Weekend Women São Paulo 2014 chegou ao fim. E com ele surgiram novos modelos de negócios que vão facilitar – e muito – a vida das pessoas apaixonadas por viagens, carros, maternidade, negócios, games e muito mais.

“Foi um evento muito prático onde todos tiveram que colocar a mão na massa. O que me chamou a atenção é que tínhamos grupos muito focados, mas que não estavam preocupados em vencer. A ideia era resolver os problemas que a ideia gerava e conseguir validá-la. Todos entenderam o valor da jornada e o aprendizado que tiveram. Isso foi o mais importante”, disse Ana Fontes, uma das organizadoras do SWW, da Virada Empreendedora e fundadora da Rede Mulher Empreendedora.

No final, os projetos Take Car-e, Up2U e Conserta.me foram os mais votados pela banca formada pelos Investidores-Anjo Camila Farani, Diretora do Gávea Angels; Maria Rita Bueno, Diretora Executiva da Anjos do Brasil; Marcelo Nakagawa, Diretor de empreendedorismo da FIAP; Fernando Reinach, sócio-administrador do Fundo Pitanga; Gilberto Gonçalvez, Fundador e Presidente da GAG, Investimentos em Impacto Social; Mozart Ramos, Diretor de Articulação e Inovação do Instituto Ayrton Senna; David Arnold, Diretsww_marcio_mecca1or de Ciência e Tecnologia da U.S. Consulate General em São Paulo; e pelo empresário Luis Terepins.

O vencedor, aliás, se destacou por sua funcionalidade em uma cidade grande como a capital paulista. O Take Car-e é um aplicativo que avisa o motorista pelo celular quando é hora de fazer reparos e a manutenção preventiva do seu veículo. Dois dias após o evento, o aplicativo já havia sido vendido para quase 20 pessoas.

“Foi uma experiência incrível. Eu aprendi muito sobre o valor do trabalho em equipe. Nós tínhamos um grupo bastante diverso com arquiteto, engenheiro, jornalista e cada um teve seu papel fundamental no desenvolvimento do projeto. Cada um contribuiu com a sua parte para fazer a ideia acontecer. Estou muito feliz com o resultado”, conta a líder do grupo vencedor, Sarah Lara Hial, 28 anos e advogada ambiental.

Além dos três primeiros, outras ideias apresentadas mostraram que têm total capacidade de garantir o seu lugar no mercado como The Passenger, Meu Baby Cresceu, Plano B, Recicla.me, Kindness e outros. Como disse Tony Celestino, o Country Manager da UP Brasil: o SW é um evento em que todos são vencedores.

“O enorme engajamento e a vontade das pessoas de aprender e absorver conhecimento foi sensacional. Fiquei impressionado como todos os participantes estavam envolvidos e focados em criar e desenvolver suas startups”, disse Celestino, que ainda comentou a participação das empreendedoras no evento. “O grande diferencial dessa edição foi obviamente o número maior de mulheres participando. Foi incrível acompanhar a evolução e o potencial que elas têm de execução. Outro fator foi a formação da banca de jurados de altíssimo nível, com representantes de renomadas instituições de ensino, institutos, grupos de investimento e até mesmo representante do Consulado Americano e da Unesco”, completou.

O Startup Weekend Women tem patrocínio global Google, Cola-Cola, Amazon e .co; patrocínio local Itaú, Microsoft e Neolaw; apoio Unesco, FIAP, Rede Mulher Empreendedora, Natheia, MIA e Startlab; apoio CJE e Videolean; apoio de mídia, Seppia Geração de Conteúdo e Startupi.

Organizado por Ana Fontes, Camila Achutti, Marianne Costa, Fernanda Nascimento e Silvia Valadares, o Startup Weekend São Paulo Women 2014 é apoiado pela Rede Mulher Empreendedora e chega a São Paulo (SP) para transformar uma ideia inovadora num modelo de negócio. Desenvolvedores, empreendedores e designers, homens e mulheres, se reúnem na FIAP para concretizar seus projetos. Ao todo, já são mais de 1.500 eventos, realizados em 600 cidades de 120 países. Uma oportunidade única de fazer negócio que chega à maior cidade da América Latina.

Divuilgaçãosww_marcio_mecca1

Publicado em Empreendedorismo femininno | Deixe um comentário

Startup Weekend São Paulo Women

Organizado por Ana Fontes, Camila Achutti, Marianne Costa, Fernanda Nascimento e Silvia Valadares, o Startup Weekend São Paulo Women 2014 é apoiado pela Rede Mulher Empreendedora e chega a São Paulo  para transformar uma ideia inovadora num modelo de negócio. De 15 a 17 de agosto, desenvolvedores, empreendedores e designers, homens e Organizado por Ana Fontes, Camila Achutti, Marianne Costa, Fernanda mulheres, estarão reunidos na FIAP para concretizar seus projetos. Ao todo, já são mais de 1.500 eventos, realizados em 600 cidades de 120 países. Uma oportunidade única de fazer negócio que chega à maior cidade da América Latina.

Startup Weekend_Sao Paulo001Serviço:

Startup Weekend São Paulo Women

Data: 15/8 a 17/8

Local: FIAP (Faculdade de Informática e Administração Paulista)

Endereço: Av. Paulista, 1106 – Bela Vista – São Paulo (SP)

Inscrições e informações: bit.ly/StartupWeekendSP

Publicado em Eventos | Marcado com , , | Deixe um comentário

Quer ser nossa parceira?

Negócios de Mulheres criou uma página para seus parceiros trocarem banners com a gente.

Faça parte do nosso universo, divulgando e aumentando as visitas de sua página.

Se quiser contar a história do seu negócio, podemos fazer uma entrevista com você.

Entre em contato!

.

Publicado em Empreendedorismo femininno | Deixe um comentário

Chá com Cristal Fanucci

Captura de Tela 2014-03-10 às 18.14.54NM: Como surgiu a ideia do evento Chá Comigo?
Cristal: Na verdade, eu queria compartilhar com as pessoas o que eu tinha aprendido. Eu estava me descobrindo e descobrindo muitas formas de me ajudar e de ajudar às pessoas com esses conhecimentos. Eu queria dividir essa alegria com todo mundo, mas não sabia muito bem como fazer isso. Então um dia eu me lembrei que, quando adolescente, eu tinha feito algo parecido sem querer. Na minha adolescência, eu comecei me reunindo com uma prima para falar sobre espiritualidade e filosofia. Essa prima trouxe uma amiga que trouxe outros amigos e o grupo acabou se transformando em um grande grupo de adolescentes que se dedicavam a se encontrar para falar de coisas boas. Me lembrei disso e tive a ideia de convidar algumas pessoas para tomarem um chá na minha casa com o objetivo de bater um papo sobre autoconhecimento e espiritualidade. Minha filha fez o anúncio e colocou: “venha tomar um chá comigo”. De repente as pessoas começaram a chamar esse encontro de Chá Comigo e eu gostei do nome. O objetivo do Chá Comigo é trabalhar nosso recursos internos para vermos a vida, e suas circunstâncias, de uma forma diferente daquela que nós estamos acostumados a ver. Quando descobrimos que nós temos o poder de escolher como enxergar uma situação e como interpretar aquilo que está acontecendo com a gente para que isso não nos afete de maneira negativa e sim de uma maneira que nos faça crescer, melhorar e evoluir internamente, a vida fica muito mais fácil e feliz de ser vivida. É isso que eu quero compartilhar com as pessoas que estejam interessadas em descobrir aspectos delas mesmas que nem elas conhecem.
NM: Quais os temas mais abordados nas reuniões?
Cristal: Nos encontros, nós falamos sobre a autoestima e trabalhamos a nossa criança interior, valores, sobre o nosso lugar na nossa própria vida e no mundo, sobre os 4 acordos toltecas que nos dão ferramentas para entendermos melhor o que nos acontece e como interpretar esses acontecimentos, sobre os nossos hábitos bons e ruins, nossos medos, nossas crenças limitadoras, falamos sobre autoconhecimento e espiritualidade em geral. Cada semana falamos de um assunto que começa como algo programado, preparado, mas que no decorrer do Chá acaba se transformando em uma terapia de grupo pois cada semana uma pessoa traz uma questão que a incomoda e acabamos trabalhando essa questão e aprendendo um pouco com ela. Agora estamos planejando trabalhar um pouco a instrução de autoconhecimento com tarefas de casa para que cada participante se questione no silêncio de seu interior e consiga perceber o quanto ele tem o poder de mudar cada aspecto de sua vida para ser melhor. Unido a isso, vamos trabalhar também um pouco de metafísica da saúde para ajudar os participantes do Chá a enxergarem suas doenças de uma forma mais ampla e mais real, dando a eles as condições de reverterem suas dores em saúde.
MN: Fale sobre alguns desses temas
1932136_801910953155717_1704014528_nÉ difícil falar em poucas palavras sobre esses temas, pois são bastante profundos e é necessário que compreendamos num primeiro momento que nós somos totalmente responsáveis por tudo o que nos acontece e por tudo o que chega até nós, seja pessoas, acontecimentos, circunstâncias, doenças, etc… Nada do que acontece em nossa vida, pode acontecer sem que nós tenhamos permitido e a nossa permissão é dada a partir dos nossos pensamentos e emoções que ainda não sabemos controlar, dirigir, manifestar da forma mais adequada. Cada pensamento ou emoção nossa é energia e nós emanamos essa energia para o Universo, mesmo sem perceber. O universo não entende certo ou errado como nós entendemos e nos envia de volta tudo aquilo que em algum momento emanamos, consciente ou inconscientemente. Somo um imã que acaba atraindo tudo aquilo que mais pensamos ou sentimos. Nosso poder está em aprender a direcionar nossos pensamentos e emoções para aquilo que mais desejamos, que mais nos faz sentir bem para atrair mais disso. A começar pelo respeito a nós mesmos. Se eu não me respeito, não cuido de mim, dos meus pensamentos, das minhas emoções, do meu corpo e da minha mente, como posso querer que alguém me respeite? As pessoas nos tratam como nós nos tratamos.
É um trabalho lindo e gostoso de fazer, mas temos que ter a coragem de enfrentar as nossas sombras, que também são parte de nós. Fomos treinados desde os começos da história a esquecer de nós mesmos, a respeitar o que vem de fora e não ouvir o que vem de dentro. Com isso o que conseguimos é uma autoestima muito baixa, desconfiança, medo, insegurança, e hoje não nos reconhecemos, acreditamos que somos o que temos, nossa posição social, nosso cargo no trabalho, nossa beleza física, nossa inteligência intelectual e isso nos deixa muito mais estressados que felizes, pois qualquer detalhe que manche essa imagem que construímos de nós mesmos para sermos aceitos pelo outro, nos derruba e nos faz sentir mal.
Saber quem somos e qual é o nosso propósito verdadeiro nesta vida é um trabalho que necessita coragem e persistência, mas os resultados disso são simplesmente maravilhosos. Vale muito a pena chegar a perceber os resultados desse trabalho interno.

Cristal Fanucci por Cristal Fanucci
A Cristal Fanucci é uma eterna aprendiz desta vida tão linda. Sou uma mulher de 53 anos que começou esse processo de aprendizagem aos 13 anos de idade lendo muita filosofia oriental e psicologia, busquei em diferentes religiões as respostas para os meus anseios, errei e acertei muitas vezes, depois de alguns tombos bem caídos, soube entender as mensagens que a vida queria me transmitir com cada um deles, continuo estudando para cada dia entender melhor todas as lições que essa escola chamada vida nos passa como lição de casa. Sou Mestra Reiki, Cromo terapeuta, terapeuta de Florais de Bach, Auriculopuntura, Aconselhamento Metafísico, Radiestesia e Instrutora de Autoconhecimento. Sei que somos um pedacinho dessa Força Criadora Universal e, portanto somos energia. Ainda não sabemos como lidar muito bem com isso e por isso ainda temos um longo caminho a percorrer. Ainda não temos a real consciência do poder de criação que temos dentro de nós. E o maior poder que existe dentro de cada um de nós é o AMOR e é com ele que eu quero compartilhar o que tenho aprendido. A Vida é um grande presente que recebemos cada dia quando abrimos os olhos pela manhã e eu sou grata por poder estar aqui agora, fazendo parte deste momento incrível. Gratidão! Namastê!

Publicado em Empreendedorismo femininno | Marcado com , , , , | 1 comentário

Iara Battoni: arte e doces

Captura de Tela 2014-02-06 às 10.04.18Iara Battoni é uma jovem artista plástica que pode ser vista como um exemplo de empreendedorismo. Ela mora em Amparo, cidade  do interior paulista. Após ter trabalhado em diversos projetos no Projac e no Criança Esperança, a artista resolveu voltar à sua cidade.

Pintando a janela de seu quarto, de repente percebeu que ela poderia servir de cenário para um novo empreendimento: aliar seus conhecimentos artísticos aos culinários, uma outra paixão à que ela adorava se dedicar.

A ideia surtiu efeito: janela como palco, com os mais variados adornos, aliada aos brigadeiros diversificados, pana italiana, chocolate frio ou quente, logo se tornaram um sucesso. Somando-se a tudo isso, Iara ainda cria painéis decorativos em que todos podem pintar livremente, interagindo com o cenário e dando vida  à proposta da artista.

Publicado em Empreendedorismo femininno | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Mulheres, trabalho e vida pessoal: uma equação complexa

As mulheres estão cada dia mais fazendo parte da força de trabalho no Brasil. Por volta de 60% delas está no mercado batalhando por mais espaço, direitos iguais, remuneração compatível com responsabilidades e o direito de integrar vida pessoal e profissional de maneira menos estressante. Ao mesmo tempo, o número de mulheres empreendendo cresceu 21,4% no período de dez anos – 2001 a 2011 -, segundo informações divulgadas pelo Sebrae em parceria com o Dieese, num relatório chamado Anuário das Mulheres Empreendedoras e Trabalhadoras em Micro e Pequenas Empresas. A estimativa dada no relatório é que, a cada dez empresas, três são comandadas por mulheres.

Esses números, por si só, exigem que se amplie os estudos sobre o comportamento, os anseios, as necessidades e as formas de usufruir daquelas características femininas que trazem maior qualidade à administração.

andando sobre o dinheiroMesmo com as condições ainda longe do ideal, a ascensão profissional feminina tem sido contínua no País. Cada vez mais as mulheres estão assumindo posições de poder e a liderança feminina está crescendo justamente naquelas empresas que são referências de boas práticas, respeito aos funcionários e ao meio ambiente. O panorama que se desenha, no entanto, mostra claramente que empresas e estudiosos de carreira e administração têm que se preocupar em buscar mecanismos satisfatórios de conquista e retenção dessas mulheres e que estas mulheres precisam, cada vez mais, deixar claro quais são suas necessidades para serem mais produtivas e felizes.

As boas características femininas como intuição, maior capacidade de delegar, facilidade no relacionamento interpessoal, talento para gerir equipes e poder de negociação estão sendo valorizadas e incluídas nos modernos modelos de gestão. Mulheres são mais cautelosas nos custos, persistentes e sensíveis, capazes de ouvir e de lidar com o poder de modo descentralizado. São mais observadoras e avaliam bastante antes de agir. Mulheres assumindo posições de poder dentro das empresas significa também ambientes em que os funcionários sentem-se mais confiantes, o que melhora o desempenho e aumenta a produtividade.

Mulheres empreendedoras, segundo o Sebrae afirma, geralmente, têm como caraterísticas serem mais atenciosas com os clientes e focadas no investimento em capacitação.

Aquelas que ocupam cargos executivos são vistas como melhores líderes do que os homens, segundo uma pesquisa realizada na Universidade de Duke, nos Estados Unidos. De acordo com os especialistas, elas já quebraram a barreira do estereótipo de que são muito “sensíveis” para comandar uma negociação.

A professora-assistente Ashleigh Shelby Rosette, que liderou a equipe envolvida no estudo, afirma que as executivas possuem “uma abordagem mais humanista, diferenciada e ainda contam com uma habilidade multitarefa, característica muito comum no sexo feminino”.

Apesar de serem cada vez mais frequentes os relatos e reportagens em periódicos especializados sobre o diferencial que mulheres profissionais estão fazendo no mundo corporativo, qualquer mulher sabe que ainda é necessário um esforço muito grande para conseguir fazer sucesso num ambiente competitivo de trabalho, sem contar as dificuldades encontradas em conciliar vida profissional com vida pessoal e a eterna diferença salarial em relação aos salários masculinos.

babyFelizmente, as empresas estão cada vez mais preocupadas em procurar compreender necessidades, desejos e mudanças nas carreiras de seus profissionais. Elas já sabem que se oferecerem políticas e práticas que tornem melhor a dinâmica do relacionamento entre o indivíduo e a organização terão ambientes mais leves e mais produtivos. Se, por outro lado, conseguirem auxiliar na realização profissional e pessoal dos seus empregados, terão pessoas mais comprometidas, preparadas e realizadas, facilitando sua retenção.

Então, o que as mulheres precisam para sentir-se mais confortáveis, mais acolhidas pelas empresas, para desempenhar melhor suas funções, serem mais produtivas sem ter que abrir mão da vida pessoal? Como as empresas podem atrair mais mulheres para seus quadros? Como as empreendedoras administram suas diversas tarefas e responsabilidades e, ainda assim, conseguem lidar com suas necessidades pessoais? Qual o significado de carreira nas vidas de mulheres com diferentes formações e posições no mercado de trabalho?

Estas são as grandes questões que afligem o mundo feminino do trabalho e que precisam ser respondidas para que todas nós possamos ser mais felizes, possamos exercer plenamente nosso poder pessoal e explorar aquelas características que nos tornam profissionais diferenciadas.

Publicado em Carreira, Empreendedorismo femininno | Marcado com , , , | Deixe um comentário